Alto funcionário da Coreia do Norte está a caminho dos EUA

29 Mai 2018 em Mundo, Notícias

trump-kim

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou nesta terça-feira (29) que um alto funcionário da Coreia do Norteestá viajando para Nova York, como parte dos preparativos para sua aguardada reunião de cúpula com o dirigente norte-coreano Kim Jong Un.

“Nós formamos uma grande equipe para nossas conversas com a Coreia do Norte. Encontros estão acontecendo neste momento a respeito da reunião, e mais. Kim Young Chol, vice-presidente da Coreia do Norte, está a caminho de Nova York. Uma sólida resposta a minha carta, obrigado!”, escreveu Trump no Twitter.
Fonte: G1

Irlanda decidirá em referendo se acaba com restrições ao aborto

23 Mai 2018 em Mundo, Notícias

yes1

Os irlandeses votarão na quinta-feira (24) em um referendo que definirá se o país acaba com uma das legislações mais restritivas da Europa contra o aborto, em um país onde a Igreja Católica perdeu influência nas últimas décadas.

Os eleitores decidirão se derrubam a vigente proibição constitucional de aborto em (com exceção de risco para a vida da mãe).

As pesquisas mais recentes apontam a vitória dos partidários do “Sim”, mas a vantagem registrou uma queda em algumas pesquisas, e uma em cada seis pessoas se declaram indecisas.

“A profundidade dos sentimentos dos dois lados foi muito manifestada”, disse à AFP professor de História Moderna da Irlanda Diarmaid Ferriter, na Universidade College Dublin.

O referendo acontece três anos após a aprovação, também por referendo, do casamento entre pessoas do mesmo sexo, um verdadeiro terremoto em um país outrora fervorosamente religioso.

Ferriter destacou que, apesar do referendo de 2015 ter sido “positivo e inspirador”, a campanha deste foi “muito mais visceral”.

Fonte: G1

Mark Zuckerberg vai ao Parlamento Europeu para esclarecer como Facebook pode impactar eleições

22 Mai 2018 em Mundo, Notícias

2018-05-01t172421z-1354067416-hp1ee511cckkw-rtrmadp-3-facebook-f8conference

Depois de ser sabatinado por 10 horas pelos deputados e senadores norte-americanos, Mark Zuckerberg, o presidente-executivo do Facebook, irá nesta terça-feira (22) ao Parlamento Europeu para esclarecer como a rede social trata os dados de seus usuários e qual é o impacto de seu funcionamento sobre o processo eleitoral entre os 28 países da União Europeia.

O presidente do Facebook falará diante dos principais líderes do corpo legislativo do bloco europeu pela primeira vez. Ele encontrará os integrantes do Comitê de Liberdades Civis, Justiça e Assuntos Domésticos, alguns chefes políticos e o presidente da Casa, Antonio Tajani.

 Fonte: G1

Arcebispo australiano é culpado de acobertar abuso sexual a menor

22 Mai 2018 em Mundo, Notícias

arcebispo

Um arcebispo australiano foi condenado nesta terça-feira (22) na Austrália por encobrir abusos de um sacerdote a menores na década de 1970.

Philip Wilson, arcebispo de Adelaide, pode pegar uma pena de dois anos de prisão. Depois de pagar fiança, ele foi colocado em liberdade até a audiência em que será dada sua sentença, que será realizada no dia 9 de junho. A procuradoria pedirá o seu ingresso em prisão preventiva.

Em seu veredito, o juiz Robert Stone afirmou que Wilson é culpado por não relatar à polícia os abusos a dois meninos no altar de uma igreja em Hunter Valley, ao norte de Sydney, atribuídos ao sacerdote James Fletcher na década de 1970.

Wilson, de 67 anos, se declarou inocente e diz estar decepcionado com a condenação. Durante seu depoimento no mês passado, Wilson, que sofre de princípios de Alzheimer mas não toma medicação que o ajude com a memória, disse que não se lembrava se os dois meninos lhe disseram que foram abusados por Fletcher.

O procurador Gareth Harrison alegou que Wilson estava implicado no encobrimento para proteger a imagem da Igreja Católica.

Fletcher foi declarado culpado de nove casos de abuso sexual a menores e morreu em 2006 na prisão, quando cumpria uma condenação de quase 8 anos.

De acordo com a agência Associated Press, ele é o membro da Igreja Católica de cargo mais alto a ser condenado.

Ex-ministro chinês é condenado à prisão perpétua por aceitar propinas

08 Mai 2018 em Mundo, Notícias

chines

Um antigo membro do alto comitê do Partido Comunista da China (PCC), Sun Zhengcai, que chegou a ser considerado como uma figura emergente do país, foi condenado à prisão perpétua por suborno e se tornou a vítima mais recente de uma campanha de combate à corrupção iniciada pelo presidente Xi Jinping.

Sun Zhengcai foi declarado culpado de aceitar o total de 170 milhões de iuanes (US$ 26,7 milhões) em subornos, informou o Primeiro Tribunal Popular Intermediário de Tianjin em seu site.

A sentença também determina o confisco total dos bens de Sun Zhengcai e a restituição dos ganhos ilegais.

Antes de cair em desgraça, Sun Zhengcai, 54 anos, era o membro mais jovem do comitê político do PCC e considerado um possível candidato ao Comitê Central permanente da direção do partido, integrado por sete membros e que concentra o poder na China.

Para muitos, se perfilava ainda como o sucessor do presidente Xi Jinping.

Durante o processo, que aconteceu em 12 de abril, Sun se declarou culpado e disse estar “arrependido”. Segundo a acusação, Sun aceitou ao longo de sua carreira dinheiro e presentes em troca da ajuda para o acesso a cargos públicos e contratos.

O tribunal destacou que a pena foi “indulgente” diante da disposição do réu de colaborar com a investigação.

Segundo a sentença, as ações de Sun Zhengcai “prejudicaram gravemente o funcionamento normal das organizações nacionais e a integridade da conduta de funcionários públicos”.

Fonte: G1

Veja as possibilidades e consequências da decisão de Trump sobre acordo com Irã

08 Mai 2018 em Mundo, Notícias

donald-trump

O presidente americano, Donald Trump, ameaça “desmantelar” o acordo nuclear com o Irã. Mas, antes de tomar a sua decisão nesta semana, tem à disposição uma série de opções mais ou menos drásticas, das quais depende o destino do pacto de 2015.

Em outubro, Trump se negou a “certificar” que o “plano de ação” firmado entre Irã e as principais potências do mundo – Estados Unidos, China, Rússia, França, Reino Unido e Alemanha – era coerente com os interesses de segurança nacional, embora os inspetores internacionais acreditem que Teerã esteja respeitando seus compromissos, dirigidos a evitar que consiga uma bomba atômica.

Mas esta falta de certificação se manteve simbólica e sua decisão pode ter implicações mais concretas.

 

As opções de Trump

 

Em troca dos compromissos assumidos por Teerã, Washington suspendeu suas sanções relacionadas com o programa nuclear iraniano. Mas a lei americana requer que o presidente se pronuncie sobre a renovação desta suspensão a cada 120 ou 180 dias, de acordo com os tipos de medidas punitivas.

Fonte: G1

Nova fase da Lava Jato investiga propina de R$ 200 milhões e elo com MDB

08 Mai 2018 em Mundo, Notícias

policia-federal

A 51ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada na manhã desta terça-feira (8), investiga propina de R$ 200 milhões e elo com MDB.

Policiais federais cumprem 23 mandados judiciais. São quatro mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária e 17 de busca e apreensão.

Os mandados de prisão são contra três ex-funcionários da Petrobras e três operadores financeiros, um deles um agente que se apresentava como intermediário de valores destinados a políticos vinculados ao então Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB).

Conforme o Ministério Público Federal (MPF), propina foi paga entre 2010 e 2012. Foram pagos, na época, US$ 56,5 milhões. Atualmente, o valor equivale a R$ 200 milhões.

As vantagens indevidas estão relacionadas a um contrato fraudulento de mais de US$ 825 milhões, firmado em 2010 pela Petrobras com a construtora Norberto Odebrecht, segundo o MPF.

Fonte: G1

Regime sírio diz que ‘mísseis inimigos’ foram disparados contra posições militares

30 Abr 2018 em Mundo, Notícias

assad-100-

O regime sírio disse que “mísseis inimigos” foram disparados neste domingo (29) à noite contra “posições militares” do regime sírio nas províncias de Hama e Aleppo. O anúncio foi feito pela agência oficial Sana, que denunciou uma “agressão” sem identificar os autores.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), uma ONG que conta com uma ampla rede de fontes em toda a Síria, confirmou os disparos.

A organização assegurou que “elementos iranianos” estariam mobilizados nas duas bases militares atacadas. O Irã apoia o regime de Bashar al-Assad.

O OSDH não soube apontar os responsáveis pelos ataques.

 Fonte: G1

Trump diz que Kim Jong-un ‘é líder muito respeitável, mas tem que se livrar dos mísseis’

24 Abr 2018 em Mundo, Notícias

trump-macron

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta terça-feira (24) que o norte-coreano Kim Jong-un é um ‘líder muito respeitável’. A declaração foi dada a repórteres durante o encontro do americano com o chefe de estado francês, Emmanuel Macron, na Casa Branca, segundo a Reuters.

Trump afirmou ainda que o líder norte-coreano quer encontrá-lo o mais breve possível. O presidente americano planeja que esse encontro aconteça entre o fim de maio e junho.

Para o presidente americano, um acordo com a Coreia do Norte sobre política nuclear será muito bom para os Estados Unidos e também “para todo o mundo”, de acordo com a France Presse.

Trump disse que não fez nenhuma concessão além de concordar em conversar com Kim Jong Un e declarou que gostaria de ver a “completa desnuclearização” da Coreia do Norte. Perguntado por repórteres o que isso significava, Trump respondeu:

 

“Significa que eles têm que se livrar dos seus mísseis. Muito simples. Seria fácil fazer um acordo simples e declarar vitória. Não quero fazer isso. Quero que eles se livrem dos mísseis”.

 

Acordo com Irã

Macron é o 1º presidente homenageado com uma visita e jantar de Estado nos 15 meses em que Trump está na Casa Branca, e espera-se que os dois conversem sobre os planos americanos a respeito do acordo nuclear com o Irã, que ele criticou com firmeza nesta manhã.

“Todos conhecem a minha posição sobre o acordo com o Irã. É um acordo horrível. É um desastre. Nunca deveria ter sido feito. Eu culpo o Congresso. Eu culpo várias pessoas.”, afirmou Trump.

 

E continuou: “Digo isto: Se o Irã nos ameaçar de qualquer maneira, pagará o preço como poucos países já pagaram”.

Fonte: G1

Após depor no Senado, Mark Zuckerberg vai à Câmara dos deputados dos EUA nesta quarta-feira

11 Abr 2018 em Mundo, Notícias

mark-no-senado-3

Depois de mais de cinco horas de depoimento ao Senado americano nesta terça-feira, Mark Zuckerberg, presidente-executivo do Facebook, irá responder dúvidas de deputados nesta quarta-feira na Câmara dos Estados Unidos. O depoimento está marcado para 11h (horário de Brasília).

Ao Senado, Zuckerberg respondeu questões relacionadas a como o Facebook lidou com o vazamento de dados de 87 milhões de usuários pela consultoria Cambridge Analytica. Ele também foi questionado sobre o modelo de negócios do Facebook, sobre como a rede social utiliza os dados de seus usuários e sua posição sobre regulação de empresas de internet.

“Esse episódio (Cambridge Analytica) claramente nos machucou e evidentemente tornou mais difícil para nós alcançar a nossa missão social. Nós agora temos muito trabalho para reconstruir uma confiança”, disse Zuckerberg.

Fonte: G1

SIDY'S NAS REDES SOCIAIS



Botch das divs centrais
COPYRIGHT 2014 - SIDY’S TV A CABO | DESENVOLVIDO PELA TAG CRIATIVA | CAIO VIDAL